"Há alturas em que não há ninguém lá para nos mandar falar baixo...
muito, muito baixinho. Há alturas em que precisamos de silêncio quando estamos
sozinhos. Tal como eu, neste momento. Chiu!"

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Um óptimo 2014!


E esta vai ser a minha frase para 2014:
 Se queres algo que nunca antes tiveste, tens de fazer algo que nunca antes fizeste.

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013


Apetece-me desistir, mandar tudo às favas! Sinto-me a fraquejar, perdi as forças... Olho para trás e percebo que não tenho motivos para estar desiludida com ninguém, apenas comigo. Fui eu a minha maior inimiga, fui eu quem mais me traiu e sei que ninguém vai perceber o que estou a sentir neste momento. E mais uma vez, retenho-me no silêncio.

sábado, 28 de dezembro de 2013

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013


É um momento marcante para quem vê, é esgotante para nós, mas chorar mesmo com vontade é sem dúvida um dos actos que mais alívio nos dá. Sentir as lágrimas a invadirem-nos a cara, sentir aquele cansaço físico e psicológico e, ao mesmo tempo, aquele conforto no coração de sinceridade, de inocência.

quarta-feira, 25 de dezembro de 2013


*Há uma cumplicidade única entre duas pessoas que perderam o amor.*

Ter feito anos não foi sinónimo de ter crescido de um dia para o outro, foi apenas uma desculpa para colocar um ponto final onde já devia ter sido colocado há muito tempo. Foi um fim de uma etapa e o início de uma nova e a partir de agora as coisas vão mudar. Volto a repetir, não cresci, não mudei, mas as coisas mudaram. Arranjei uma desculpa para passar este capítulo, porque, no Domingo, cada pessoa que merecia alguma coisa de mim, provou isso. Obrigada a todos os que fizeram o meu dia, que me mostraram que mesmo quando está muita coisa mal, se estivermos todos juntos tudo fica melhor. Sei que a maioria das pessoas que estiveram comigo não vão ler isto, mas não há sítio mais especial para este agradecimento estar. Bem-vindos 17 aninhos!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Um gesto especial...


Quando fui para o Secundário o meu treinador escreveu-me uma dedicatória. Foi algo especial para mim e ainda hoje me dá uma certa força...

*Catarina,
 é com todo o prazer que te escrevo estas breves palavras que espero serem do teu inteiro agrado.
Em primeiro lugar quero desejar-te as maiores felicidades para toda a tua vida, quer a nível pessoal quer a nível académico.
Depois, como não poderia deixar de ser, há que falar do CRB e da tua dedicação ao mesmo enquanto atleta. Agradeço-te pelo grande contributo, esforço, empenho e dedicação que dás e certamente continuarás a dar pelo clube. Já sabes que o Formação (9) é que manda, por isso, tens de meter toda a gente na ordem dentro de campo!
O Rugby é muito mais que uma modalidade, muito mais que um desporto. Aprendemos com ele a enfrentar todas as situações difíceis, os problemas e adversidades que vão surgindo na vida e a resolver os mesmos como se de uma placagem a um adversário se tratasse. Retiramos também o espírito de equipa e o companheirismo, a lealdade, dignidade e honra.
Aproveita a vida e retira dela tudo o que é de bom. Nunca te esqueças dos princípios que referi pois com eles saberás optar pelos melhores caminhos e terás as melhores decisões.
Diverte-te sempre, não percas a tua boa disposição e, como é óbvio, continua a jogar Rugby com o símbolo do CRB ao peito e com todo o sentimento que isso representa.
Um beijo do treinador e amigo,
L.B.*

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Injustiças de secundário...


No secundário há quem se esqueça que estamos todos a lutar por notas e que todos precisamos delas para o nosso futuro. Se quero entrar para medicina? Não, não quero. Se quero entrar para um curso com a média super alta? Não, também não quero. Mas todos os alunos precisam daquele pontinho a mais, não são só os alunos dos cursos 'prestigiados'. Estamos todos a lutar pelo mesmo e se é para dar pontinhos a mais, queridos professores, estamos no Natal, não metam a notinha apenas nas botinhas dos mesmos.

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

O que eu aturo às 00h30

 
 
*Mensagem do J.*:
 
''Cuecas voadoras pairando sobre o teto. Cor-de-rosa. O Aladino faz o pino em cima de um tapete de wc. Rude, feio e belo, chamava ele. Continuava a gritar naquele deserto. Estava na esperança de encontrar o careca para beberem shots de chá ao pôr-do-sol e praticarem o amor eterno à luz das estrelas, cada um de sua vez. Chamava-lhe liberdade... Liberdade essa que, numa noite de forte tempestade de limonada, o levou a lamber a janela do seu quarto e sentir aquele sabor adocicado. Algo estranho surgiu nele. Caíra num sono profundo. Virara sabão azul e branco.''

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Saber escutar...


Ser amigo é saber escutar, mas para o fazermos também temos de ser ouvidos. E das poucas vezes que eu falo, gosto de ser ouvida por inteiro, de ter o papel principal! Mas há sempre quem não saiba escutar, quem não saiba despir-se de si por um segundo que seja... Roubam-nos o protagonismo e a essência daquele momento e tudo o que até então dissemos parece ser desvalorizado e mais uma vez voltamos a ser os ouvintes e não os ouvidos. Uma, duas, três vezes...sempre assim! Até chegar o dia em que simplesmente deixamos de ouvir e aí tenho a certeza que nos vamos fazer ouvir sem ser preciso mencionar uma única palavra!

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

 
Apetece-me desaparecer, apetece-me simplesmente desaparecer mas continuar no mesmo sítio.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

 
''Nós esperamos sempre um pouco mais, não é? Esperamos sempre que as pessoas façam por nós aquilo que faríamos por elas.''

sábado, 16 de novembro de 2013

Triste vida injusta!

 
Ontem, quando estava a chegar à escola vi três rapazinhos super giros... Mais tarde vim a descobrir que eram os três seminaristas! É caso para dizer que a sorte habita em mim (ironia, muita ironia!)...

domingo, 10 de novembro de 2013

Veio na altura certa!

 
 
Depois do meu último post, é óptimo ouvir alguém dizer *estou curioso em relação a ti!*

domingo, 27 de outubro de 2013

Li o meu blog de uma ponta a outra...


Tenho saudades de sentir cada palavra que escrevo, dos suspiros dados a cada ponto final que se aproximava. Sinto saudades de perceber cada melodia, cada palavra a encaixar-se no seu devido lugar. Tenho saudades de ver para além do que está ao meu alcance, tenho saudades da intensidade de viver. Sinto falta dos arrepios, do mistério e da magia. Sinto saudades de sentir, porque sentir já é viver e eu não me quero limitar a (sobre)viver!
Afinal, eu já nem estou apaixonada, estou apenas desiludida. No entanto, não deixo de ser uma apaixonada acomodada...

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

És o meu melhor amigo e ninguem te vai tramar mais do que eu!


*J- Preciso mesmo de ir a um café... Estou aflito para ir à casa-de-banho!
Eu- És mesmo parvo! Acabaste de vir de uma padaria com casa-de-banho...Vai lá e pede para a usares.
J- Tens a certeza que aquilo tem casa-de-banho?
Eu- Sim!
 
*J. abala e eu olho para a A. e começo-me a rir*
 
A- Aquilo tem casa-de-banho?
Eu- Nem desconfio. Sei que tem lá uma porta mas não sei se é casa-de-banho.

*J. olha para trás*
 
J- Vocês estão-se a rir! Devem estar a gozar comigo!
Eu (com um ar sério)- Não estamos nada! É no lado esquerdo!
 
*Ele entra, passam 2/3 minutos e ele não volta*
 
Eu- Estás a ver? Afinal sempre tinha casa-de-banho! Queria eu gozar com ele e ainda lhe fiz um favor!
 
*J. aparece*
 
J.- Aquilo era uma arrecadação, não era uma casa de banho! Só me fazem passar vergonhas!
Eu (perdida de riso)- Mas o que tiveste a fazer tanto tempo la dentro?
J- Estava à espera da minha vez para perguntar se podia ir à casa de banho e no fim a senhora só me disse 'aquilo é uma arrecadação amigo, não uma casa-de-banho!*
 
És o meu melhor amigo e ninguém te vai tramar e chatear mais que eu, mas quando não tiveres presente vou ser a pessoa que mais te vai defender, disto podes ter tu a certeza!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Uma das minhas maiores virtudes....

 
Desde que fui para o secundário que aprendi a compreender e a tolerar melhor as pessoas. Com o tempo, tornou-se uma das minhas maiores virtudes e, a prova disso, é que me dou com pessoas iguais e completamente diferentes de mim, com feitios bons e feitios menos agradáveis. Limito-me a não julgar e a aceitar o simples facto de que cada um é como é, limito-me a tirar partido de todas as coisas boas e más que as outras pessoas têm e, perante elas, aprender e crescer.

domingo, 13 de outubro de 2013

Como diz a minha professora de Português...

 
 
*Os arrependimentos da vossa idade são arrependimentos passageiros*
 Tenho perfeita noção de que aquilo que me 'arrependo' vai passar com o tempo, mas também sei que isto não se aplica a todo o pessoal da minha idade, porque todos querem viver as coisas rápido demais, sem terem idade para isso...e acabam por se arrepender e há coisas que não se podem apagar, há coisas que só podem acontecer uma vez!

sábado, 12 de outubro de 2013

Segunda estou de volta!

 
Tenho saudades dos treinos. Tenho saudades de sentir aquele cansaço físico quando chego a casa, mas ao mesmo tempo o coração preenchido...Tenho saudades do espirito dentro e fora do campo, dos gritos e de descarregar as más energias nos sacos. Tenho saudades de fazer aquilo que me dá realmente gosto...

sábado, 5 de outubro de 2013

O problema é mesmo crescer...


Há medida que crescemos vamos percebendo que somos cada vez mais pequenos no mundo. Crescemos e percebemos que há pessoas com os mesmos objectivos que nós, pessoas muito melhores que nós e com muito mais força para lutarem por aquilo que querem. Crescemos e percebemos que vamos deixando pessoas para trás, tal como os outros vão colocar pessoas à nossa frente. Crescemos e ficamos desiludidos com aquilo que, em pequenos, considerávamos ser 'mais velho' e que tanto ansiámos, ficamos desiludidos com o mundo, porque quando somos crianças sonhar é tão simples, é tão natural, é simplesmente genuíno... Crescemos, cada um segue a sua vida, temos de estabelecer prioridades e fazer escolhas. E nenhuma escolha é fácil, mas uma decisão mal tomada é muito pior!

quinta-feira, 26 de setembro de 2013


Só não adivinho o euromilhões porque não jogo! Já estava à espera que isto acontecesse...

domingo, 22 de setembro de 2013

 
Sinto que este ano tenho de dar tudo por tudo, quero dar tudo por tudo. Tenho vontade disso...tenho vontade de chegar à pauta e ficar orgulhosa como o ano passado e vou fazer de tudo para este ano acontecer o mesmo.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

 
Quando não sabemos lidar com aquilo que estamos a sentir, acabamos sempre por usar a ironia e o sarcasmo. Mas a ironia sai de graça e o sarcasmo já custa...

sábado, 14 de setembro de 2013

Segunda: escola

 
Este ano é o último de secundário e tenho mesmo de dar tudo por tudo! Tenho as tardes todas livres e acabo sempre as aulas às 12h25 pelo que me parece que não vou andar tão cansada como nos últimos anos. Vai ser um ano de decisões e de surpresas certamente... Espero mesmo ficar surpreendida com este ano, preciso disso! Boa sorte a todos e lembrem-se que todo o esforço é recompensado.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

 
A verdade é que é durante as discussões que as pessoas se revelam...é aí que dizem tudo o que tinham guardado para elas, é aí que percebemos até que ponto é que a pessoa é capaz de nos magoar.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Estudar fora do país...

 
 
Como acham que é acabar o Secundário e ir estudar para fora? Estudar fora significa deixar família, amigos e namorado/a para trás e partir para um país onde não conheces nada nem ninguém, mas onde tens experiências inesquecíveis e muito mais oportunidades...seriam capazes?

terça-feira, 3 de setembro de 2013

Mudanças...

 
Não tenho medo de mudanças, nem medo do novo... Independentemente das decisões deste ano e das mudanças que o próximo possa trazer, tudo o que seja diferente e traga boas recordações e experiências será bem-vindo.

domingo, 1 de setembro de 2013

Vira o o disco e toca o mesmo!

 
Ao contrário da maioria das pessoas não gosto de regressar a casa depois das férias. Voltar a casa significa voltar novamente à rotina, sair à rua e ver as mesmas pessoas, fazer exactamente o mesmo durante meses a fios e ninguém gosta disso! Foi uma semana fantástica com pessoas excepcionais e momentos inesquecíveis. Percebi que ainda tenho 16 anos e como isso é bom e que não devo levar determinadas coisas tão a sério, porque vamos ter sempre pessoas melhores a nosso lado... As noites no Algarve terminam por aqui, mas as nossas noites nem por isso, não podem terminar!
 
(estou a segurar as lágrimas por estar de volta ao Alentejo!)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Férias...

 
Amanhã às 7h da manhã já estou dentro de um autocarro a caminho de Armação. Vou passar férias com umas amigas, mas prometemos chegar inteiras a casa. Volto Sexta-feira, divirtam-se e tenham juízo. Boa semana :)

domingo, 18 de agosto de 2013

Veia do mal

 
Na minha turma de 1º ano havia um rapaz que todos detestavam e eu não era excepção... Houve um dia em que ele resolveu passar por mim e 'picar-me' - sim, porque só me tocou com o bico do lápis na mão - e eu acabei por juntar o útil ao agradável. Levantei-me, fui em direcção ao caixote do lixo, afiei o lápis com toda a minha determinação e passei por ele e zaaaas! Arranhei-lhe a cara desde o canto do olho até ao lábio e lá foi ele a caminho do hospital com a cara a sangrar...ao menos nunca mais se meteu comigo em toda a sua curta vida. Já sabem, não se metam com ninguém que tem a veio do mal tão apurada desde pequena!

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Na véspera da véspera....

 
Na véspera da véspera de Natal, tive um ataque de ansiedade. Começou-me a doer muito o peito, como já algumas vezes tinha acontecido, e fui a caminho das urgências. Quando lá cheguei deparei-me com um segurança lindo de morrer e de 20 e poucos anos e foi ele que me acompanhou até ao consultório, porque as urgências estavam vazias. Fui fazer um electrocardiograma e o médico pediu à enfermeira para me o fazer para eu ficar mais à vontade, pois num electrocardiograma temos de estar completamente despidos do tronco para cima. O médico saiu, mas o bonitão do segurança continuou no consultório. Pensei que o fossem mandar sair, mas não...eu tive de permanecer nua à frente do sujeito! Quando sai nem olhei para a cara do rapaz, é que uma coisa era se fosse o médico, outra completamente diferente era ser o segurança..............o borracho de 20 e poucos anos!

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Não tens esse direito...


Lembro-me de com os meus 6 anos te ouvir dizer que não ouvias metade do que eu dizia porque não interessava. Agora não te admires que eu mal fale para ti. Não tens o direito de te queixares disso, porque nunca cumpriste os teus deveres!

É amoroso...

 
Tenho um amigo que sempre que me fala ou se despede de mim me dá beijinhos na testa. É amoroso, é protector....

domingo, 11 de agosto de 2013

 
Sabem aquelas pessoas com quem é impossível discutir? Aquelas a quem dizemos coisas e mais coisas chateados e, apesar da pessoa responder, o conteúdo da resposta é vazia? Eu sou essa pessoa! A verdade é que não sei discutir... E isto não se aplica só quando os outros estão chateados comigo, quando sou eu a estar chateada com alguém é quase impossível perceber o porquê, porque eu não o sei transmitir. Além disso, eu tenho de esperar sempre um bom tempo para responder, porque sou muito impulsiva e sei que se responder logo vou dizer coisas que mais tarde me vou arrepender. Portanto, se quiserem discutir comigo preparem-se apenas para ficarem ainda mais furiosos!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Não fosse eu a única na família sem jeito para o desenho...

Autor: Nuno Gonçalo Martins Ezequiel
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
Só me resta dizer que é pena, em Portugal, ninguém viver da arte!

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Apetece-me atirar com um tijolo à cabeça de alguém...

 
Hoje ligaram-me para me acordar e para me mandarem um beijinho. Fiz um grande esforço para parecer simpática, apesar de estar com vontade de matar alguém....Fico mesmo de mau-humor quando me acordam!

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

 
Eu sei que sou complicada, que sou orgulhosa e distante...e também sei que perco muito com o meu (mau) feitio. Mas sempre me disseram que as pessoas devem gostar de nós por aquilo que somos mesmo, por isso não me preocupo muito. Até porque depois de me conhecerem, o meu mau feitio até se torna engraçado!

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

 
"Nada é mais íntimo e indestrutível do que o silêncio quando é partilhado. Mas o silêncio fica porque nunca mente, porque é tão íntimo que não pode ser representado, é tão envolvente  e fascinante que não pode ser rasgado."