"Há alturas em que não há ninguém lá para nos mandar falar baixo...
muito, muito baixinho. Há alturas em que precisamos de silêncio quando estamos
sozinhos. Tal como eu, neste momento. Chiu!"

segunda-feira, 8 de abril de 2013

 
" (...)Vejo-te a caminhar lentamente, fazendo equilibrismo na ponta do passeio, e penso que seria uma loucura esquecer-te. (...)" 
retirado do blog Caixa de palavras

4 comentários: