"Há alturas em que não há ninguém lá para nos mandar falar baixo...
muito, muito baixinho. Há alturas em que precisamos de silêncio quando estamos
sozinhos. Tal como eu, neste momento. Chiu!"

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Despedida


Todos os dias nos despedimos de alguma coisa. Todos os dias nos despedimos de alguém. Todos os dias nos deparamos com despedidas, nem que seja de mais um dia. Há despedidas mais temporárias que outras, há umas que são para sempre e outras que são como que um 'até amanhã'. Há despedidas que custam mais que outras, mas todas elas têm um porquê, uma razão para acontecerem...e esta não é excepção. Sim, isto é um adeus. Não um adeus à blogosfera, mas um adeus a este blog.

A verdade é que está na altura de recomeçar, de levantar a cabeça e correr atrás de tudo aquilo que quero, que me faz bem. Eu ando por aí, ainda me vão encontrar...ou então eu vou ter com vocês. Obrigada por tudo. Beijinhos, Catarina*

domingo, 29 de junho de 2014


*Muitas vezes o que parece ser extraordinário é apenas comum. Mas não foram os outros que te enganaram ou mentiram, foste tu que simplesmente criaste algo que não existe...
Muito pouca coisa neste nosso mundo é perfeita, embora quase tudo o pareça ser, à primeira vista.*

Tens razão. Tens toda a razão...de verdade!

sábado, 21 de junho de 2014


Nestas últimas semanas percebi que durante estes 3 anos estive tão acompanhada mas ao mesmo tempo tão sozinha... Chega a doer. Chega a gerar dentro de mim uma certa frustração. Chega a fazer-me sentir um certo 'odiozinho'.

sexta-feira, 20 de junho de 2014


Era nestas alturas que eu mandava tudo às favas sem um único arrependimento sequer!
Ando cansada, estou completamente esgotada e não me parece que arranjarem-me mais complicações nesta altura do campeonato seja a decisão mais acertada.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Nem sei o que pensar...


Ando-me a preocupar e a sentir mal por ter magoado pessoas de quem gosto, quando essas pessoas não têm o mínimo de respeito por mim.  As acções ficam para quem as faz, mas... Não sei até que ponto é que tudo isto vale a pena, não sei até que ponto é que 'isto' me faz bem. 

sábado, 17 de maio de 2014

Como nos velhos tempos..


Hoje fui sair com os meus dois melhores amigos de infância. Foi óptimo, já nao os via há meses...quer dizer, já não estava com eles como antes há meses. Quando fomos para o secundário eu afastei-me um bocado deles e eles de mim. Criámos novos grupos de amigos, novas rotinas e acabamos por nos esquecer de levar connosco a bagagem de 'antigamente'. E hoje resolvemos sair todos juntos, como nos velhos tempos. Percebemos que o tempo passou, mas não passou entre nós...e apesar de ter sido durante pouco tempo, deu para aquecer o coração.

domingo, 11 de maio de 2014

Faculdade


A grande decisão aproxima-se e as dúvidas aumentam. Desde pequena que dizia querer um curso, quando entrei para o secundário meti esse curso totalmente de parte e sempre disse querer gestão. Agora que a altura se está a aproximar voltei a ter vontade de seguir o curso que quis desde sempre. E gestão já nem vai sendo opção... Mas o mais difícil é ver que todos os cursos que gosto são em Aveiro ou no Porto. E sei que se for para um desses sítios vou completamente sozinha. Não esquecendo a parte de que sou Alentejana...tenho a minha casinha bem longe.

terça-feira, 6 de maio de 2014

31 dias...


Daqui a 31 dias: fim do secundário. Daqui a 31 dias sou a pessoa mais feliz do mundo.
Até lá ainda me faltam 4 testes, 2 avaliações orais e 3 trabalhos. Agora é deitar maus ao trabalho...já falta pouco!

segunda-feira, 28 de abril de 2014


Se estas últimas semanas serviram para alguma coisa foi para mostrar que as pessoas que menos esperamos são as que mais nos desiludem e que quanto menos confiança depositámos numa pessoa, melhor para nós. 

terça-feira, 22 de abril de 2014


Há pessoas que nasceram com o rabo virado para lua e ainda se queixam e dramatizam por tudo e mais alguma coisa. Não sabem mesmo a sorte que têm.

terça-feira, 1 de abril de 2014

Baile de finalistas

Sábado foi o meu baile de finalistas. Não foi uma das festas onde mais me diverti, muito pelo contrário... estava cansada. No dia anterior tinha tido uma visita de estudo e um jantar, deitei-me tarde e acordei cedo para preparar as coisas para o baile. A partir da 1h da manhã já estava mais que disposta a ir-me deitar. Além disso, estava nostálgica e triste por já ser o meu baile de finalistas. Acho que faz parte... Mas como é óbvio, houve momentos com a sua devida magia. O jantar, o subir ao palco com o F., o descer do palco com ele (apesar de se ter partido a rir quando torci o pé nos saltos em frente a centenas de pessoas...ups, segredo revelado! Sim, eu fiz essas figuras!), os beijinhos e fotografias ao longo da noite, são momentos a recordar e guardar com carinho durante muitos anos. Acho que daqui a umas semanas me vou arrepender de não ter aproveitado a minha noite de finalista como deve ser, mas acho que faz parte...quem organiza ou a quem 'pertence' a festa, diverte-se sempre menos.

Depois de tanta indecisão, resolvi levar este vestido e não me arrependi!

sábado, 22 de março de 2014

Nenhuma dificuldade é maior do que a minha teimosia!


Acho que nunca estive tão mal a Matemática como estou agora. Sei que há uma grande falta de estudo da minha parte, mas a matéria também não é assim tão fácil. O teste é Quarta e eu ando completamente perdida, mas vou dar tudo por tudo. Vamos lá ver se aquelas escolhas múltiplas não se querem comigo!

sábado, 8 de março de 2014


Ando a precisar de motivação para estudar. Consigo estar horas sentada à secretária sem olhar para um único livro. Sei que tenho de estudar e tenho vontade, mas quando me preparo para o fazer não tenho ânimo suficiente, nem força de vontade.

quarta-feira, 5 de março de 2014

É isto que me custa...


Ninguém faz nada por ninguém, mas está tudo à espera que alguém faça alguma coisa por elas.

terça-feira, 4 de março de 2014


Nunca gostei do Carnaval. Aliás, nunca fiz sequer questão de ir sair nesta altura do ano. Mas este ano foi diferente... Sábado fui ver Regula, uma das melhores festas a que fui! Passei o Domingo com amigos e salvei-os de passarem fome ao jantar, ontem os finalistas organizaram uma festa de Carnaval e apesar de estar quase vazia, diverti-me imenso. Quando se está em boa companhia, não há festa que não valha a pena!
Agora é altura de descansar, porque Quinta-feira as aulas estão de volta. Como foi o vosso Carnaval? 

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Eu não grito!


Eu- No Sábado estava mesmo chateada!
F.- Eu estou-te a imaginar aos gritos com ele chateada...
A.- Ela não grita, fica calada e mal responde.
F.- Isso é bom, não faz figuras tristes.
A.- Mas é irritante!

Eu não grito nem discuto, sou muito controlada. Mas se estou chateada com alguma coisa é mesmo a sério, sou capaz de chegar ao ponto de deixar de falar com a pessoa.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Obrigada!


Hoje o blog completa 1 aninho! Sem vocês nada disto era possível, sem vocês este cantinho não tinha a magia e o encanto que tem para mim...

Seguidores: 161
Post's: 216
Comentários: 1891
Visualizações: 16794

Obrigada a todos!

sábado, 1 de fevereiro de 2014


Não há nada mais importante para mim do que saber que, antes de qualquer outra coisa, vais ser sempre um dos meus melhores amigos.

domingo, 26 de janeiro de 2014

Todo o amor é vermelho, toda a amizade é azul...


*Todas as amizades são azuis*, umas são pintadas de um azul muito clarinho, outras transformam-se num azulão que chega a ser agradável aos nossos cinco sentidos. Há amizades cuja cor se vai intensificando e outras que se vão desbotando com o passar do tempo. Há vermelhos que se tornam azuis e há azuis que se tornam vermelhos. E ainda existem azuis e vermelhos que se vão desgastando até ficarem sem cor. Há azuis e vermelhos que ficam brancos...e o branco é vazio, tal como o silêncio é branco.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014


Se o baile de finalistas por si só já é um momento fantástico e único, com o pedido que me fizeram ontem tornou-se ainda mais especial... Tenho a certeza que não poderia ter melhor par, nem ninguém tão importante a meu lado nesse dia! Bem, ao menos sei que quando não me estiver a aguentar nas pernas por causa dos nervos ou prestes a chorar com toda a alma e coração por não me querer separar deles, que vou ter alguém comigo que me transmita conforto e segurança.

domingo, 19 de janeiro de 2014

O amor muda(-nos)!


Todos sabemos as proezas que o amor é capaz de fazer! Já todos sentimos que mudámos com o amor, de uma maneira ou de outra, mudámos... Uns ficaram mais frios, outros desiludidos e ainda há aqueles que cresceram da maneira mais saudável de todas. E é destes que agora quero falar. 
Quando fui para o secundário, conheci rapazes que não podiam ver um rabo de saias à frente, que esta semana falavam com uma e na semana seguinte logo se via. Mas a verdade, é que os vi crescer, volto a repetir, da maneira mais saudável de todas...com o amor! Vi-os apaixonarem-se, passarem por dificuldades, muitos deles não conseguiram chegar ao coração de quem gostavam e sofrem com isso, mas ainda não desistiram. Não foram atrás de outra rapariga à primeira oportunidade, nem à segunda, nem à terceira. Continuam a ser fiéis ao que eles próprios sentem! O amor muda e o amor muda-nos... Ás vezes só faz falta alguém que nos oriente, que nos mostre o nosso lado melhor. Ás vezes, faz falta passarmos por situações que nos façam crescer.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014


Quando desistimos dos nossos sonhos continuamos a viver, mas deixamos de existir...

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Não é defeito, é feitio...


Quem me conhece sabe o quão complicado é o meu feitio. Eu não lhe chamaria complicado...digamos antes que é muito particular. A verdade é que tenho um feito forte, muito próprio. Sou de ideias fixas e tenho a minha própria opinião sobre quase tudo e gosto de a mostrar e, se preciso, argumentá-la até as palavras se esgotarem, sem querendo com isto dizer que não oiço outras opiniões ou ideias. Sei que se por momentos sou um poço de alegria e provoco a risota total, por outros consigo ser a pessoa mais negativa e tristonha. E ultimamente, a parte menos boa, acham os outros, tem sobressaído. Comecei a levar certas coisas, ou quase tudo, com mais seriedade, afastei-me, isolei-me um pouco é verdade. Têm razão quando dizem que ando estranha, distante, dou-vos toda a razão quando o dizem! Mas todos nós precisamos de um momento a sós, de um momento mais privado e sossegado para podermos reflectir naquilo que verdadeiramente queremos, para podermos escolher o próximo passo a dar. Por agora, sinto-me bem assim...sozinha comigo mesma, completamente envolvida no meu pequeno mundo, sem agitações, sem grandes conversas. Não é defeito, é feitio.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014


Corri. Corri como se não houvesse amanhã. Senti o joelho dar sinais de fraqueza, o peito doía-me de tal forma que pensei que fosse estalar. Lavei a cara e continuei... Corri até não sentir as pernas, corri até as lágrimas começarem a cair, mas mesmo assim eu quis continuar. Ainda sentia a cabeça a mil à hora, sentia que ia explodir a qualquer momento. O vento estava forte e já tinha começado a chover... Parei, respirei fundo e senti cada músculo do meu corpo contrair-se, reclamar de cansaço. O dia já me parecia demasiado longo e ainda agora tinha começado. Mas não me importei, porque eu quero lutar. Quero lutar por tudo até perder as forças. Fazer todos os sacrifícios necessários, queimar pestanas se for preciso! Enfrentar todas as derrotas que me esperam com orgulho e continuar a lutar e, no fim, saborear a vitória. Quero fazer tudo o que está e não está ao meu alcance, desde que isso seja suficiente para conseguir sair daqui para bem longe. Quero e vou fazer! Vou lutar por tudo o que ainda me espera, por aquilo que estou a viver, por aquilo que já vivi, por salvar todas as memórias do esquecimento, porque essas...vão sempre fazer parte de quem eu sou!

domingo, 5 de janeiro de 2014


Como é que me posso sentir arrependida de algo que sei que, se pudesse voltar atrás, voltaria a repetir? Como é que posso estar arrependida de algo que tenho vontade de voltar a repetir?

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Com amigos como estes...


F.- *Oh Cata, vá! Upaa!*

E é com estas palavras que me levanto e enfrento mais um dia. As coisas não têm estado fáceis. Luto todos os dias contra a sensação de frustração e desilusão que se tenta apoderar de mim a cada momento. Vou ter com eles e sinto a alma mais leve, sinto-me completamente em casa, em família... Mas há vezes que nem eles me conseguem proteger do que se passa, não porque não querem, ou porque não tentam... eu simplesmente não o permito! E sei que andam preocupados, mas falta-me a coragem para contar. Aliás, não sei o que contar, nem como contar, nem sei como explicar, porque nem eu sei o porquê de este assunto me entristecer tanto. Apesar de tudo, acreditem, que quem tem amigos como eles, tem tudo! E eu sei disso, melhor que ninguém.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014



Chegou a altura de lutar por aquilo que verdadeiramente quero e deixar os problemas para quando tiver mesmo idade para os ter. 2014 é o ano da minha entrada para a faculdade, tenho de dar tudo por tudo agora!

Telemóvel: off
Redes sociais: off
Biologia e Português: on