"Há alturas em que não há ninguém lá para nos mandar falar baixo...
muito, muito baixinho. Há alturas em que precisamos de silêncio quando estamos
sozinhos. Tal como eu, neste momento. Chiu!"

domingo, 26 de janeiro de 2014

Todo o amor é vermelho, toda a amizade é azul...


*Todas as amizades são azuis*, umas são pintadas de um azul muito clarinho, outras transformam-se num azulão que chega a ser agradável aos nossos cinco sentidos. Há amizades cuja cor se vai intensificando e outras que se vão desbotando com o passar do tempo. Há vermelhos que se tornam azuis e há azuis que se tornam vermelhos. E ainda existem azuis e vermelhos que se vão desgastando até ficarem sem cor. Há azuis e vermelhos que ficam brancos...e o branco é vazio, tal como o silêncio é branco.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014


Se o baile de finalistas por si só já é um momento fantástico e único, com o pedido que me fizeram ontem tornou-se ainda mais especial... Tenho a certeza que não poderia ter melhor par, nem ninguém tão importante a meu lado nesse dia! Bem, ao menos sei que quando não me estiver a aguentar nas pernas por causa dos nervos ou prestes a chorar com toda a alma e coração por não me querer separar deles, que vou ter alguém comigo que me transmita conforto e segurança.

domingo, 19 de janeiro de 2014

O amor muda(-nos)!


Todos sabemos as proezas que o amor é capaz de fazer! Já todos sentimos que mudámos com o amor, de uma maneira ou de outra, mudámos... Uns ficaram mais frios, outros desiludidos e ainda há aqueles que cresceram da maneira mais saudável de todas. E é destes que agora quero falar. 
Quando fui para o secundário, conheci rapazes que não podiam ver um rabo de saias à frente, que esta semana falavam com uma e na semana seguinte logo se via. Mas a verdade, é que os vi crescer, volto a repetir, da maneira mais saudável de todas...com o amor! Vi-os apaixonarem-se, passarem por dificuldades, muitos deles não conseguiram chegar ao coração de quem gostavam e sofrem com isso, mas ainda não desistiram. Não foram atrás de outra rapariga à primeira oportunidade, nem à segunda, nem à terceira. Continuam a ser fiéis ao que eles próprios sentem! O amor muda e o amor muda-nos... Ás vezes só faz falta alguém que nos oriente, que nos mostre o nosso lado melhor. Ás vezes, faz falta passarmos por situações que nos façam crescer.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014


Quando desistimos dos nossos sonhos continuamos a viver, mas deixamos de existir...

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Não é defeito, é feitio...


Quem me conhece sabe o quão complicado é o meu feitio. Eu não lhe chamaria complicado...digamos antes que é muito particular. A verdade é que tenho um feito forte, muito próprio. Sou de ideias fixas e tenho a minha própria opinião sobre quase tudo e gosto de a mostrar e, se preciso, argumentá-la até as palavras se esgotarem, sem querendo com isto dizer que não oiço outras opiniões ou ideias. Sei que se por momentos sou um poço de alegria e provoco a risota total, por outros consigo ser a pessoa mais negativa e tristonha. E ultimamente, a parte menos boa, acham os outros, tem sobressaído. Comecei a levar certas coisas, ou quase tudo, com mais seriedade, afastei-me, isolei-me um pouco é verdade. Têm razão quando dizem que ando estranha, distante, dou-vos toda a razão quando o dizem! Mas todos nós precisamos de um momento a sós, de um momento mais privado e sossegado para podermos reflectir naquilo que verdadeiramente queremos, para podermos escolher o próximo passo a dar. Por agora, sinto-me bem assim...sozinha comigo mesma, completamente envolvida no meu pequeno mundo, sem agitações, sem grandes conversas. Não é defeito, é feitio.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014


Corri. Corri como se não houvesse amanhã. Senti o joelho dar sinais de fraqueza, o peito doía-me de tal forma que pensei que fosse estalar. Lavei a cara e continuei... Corri até não sentir as pernas, corri até as lágrimas começarem a cair, mas mesmo assim eu quis continuar. Ainda sentia a cabeça a mil à hora, sentia que ia explodir a qualquer momento. O vento estava forte e já tinha começado a chover... Parei, respirei fundo e senti cada músculo do meu corpo contrair-se, reclamar de cansaço. O dia já me parecia demasiado longo e ainda agora tinha começado. Mas não me importei, porque eu quero lutar. Quero lutar por tudo até perder as forças. Fazer todos os sacrifícios necessários, queimar pestanas se for preciso! Enfrentar todas as derrotas que me esperam com orgulho e continuar a lutar e, no fim, saborear a vitória. Quero fazer tudo o que está e não está ao meu alcance, desde que isso seja suficiente para conseguir sair daqui para bem longe. Quero e vou fazer! Vou lutar por tudo o que ainda me espera, por aquilo que estou a viver, por aquilo que já vivi, por salvar todas as memórias do esquecimento, porque essas...vão sempre fazer parte de quem eu sou!

domingo, 5 de janeiro de 2014


Como é que me posso sentir arrependida de algo que sei que, se pudesse voltar atrás, voltaria a repetir? Como é que posso estar arrependida de algo que tenho vontade de voltar a repetir?

sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Com amigos como estes...


F.- *Oh Cata, vá! Upaa!*

E é com estas palavras que me levanto e enfrento mais um dia. As coisas não têm estado fáceis. Luto todos os dias contra a sensação de frustração e desilusão que se tenta apoderar de mim a cada momento. Vou ter com eles e sinto a alma mais leve, sinto-me completamente em casa, em família... Mas há vezes que nem eles me conseguem proteger do que se passa, não porque não querem, ou porque não tentam... eu simplesmente não o permito! E sei que andam preocupados, mas falta-me a coragem para contar. Aliás, não sei o que contar, nem como contar, nem sei como explicar, porque nem eu sei o porquê de este assunto me entristecer tanto. Apesar de tudo, acreditem, que quem tem amigos como eles, tem tudo! E eu sei disso, melhor que ninguém.

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014



Chegou a altura de lutar por aquilo que verdadeiramente quero e deixar os problemas para quando tiver mesmo idade para os ter. 2014 é o ano da minha entrada para a faculdade, tenho de dar tudo por tudo agora!

Telemóvel: off
Redes sociais: off
Biologia e Português: on