"Há alturas em que não há ninguém lá para nos mandar falar baixo...
muito, muito baixinho. Há alturas em que precisamos de silêncio quando estamos
sozinhos. Tal como eu, neste momento. Chiu!"

terça-feira, 7 de janeiro de 2014


Corri. Corri como se não houvesse amanhã. Senti o joelho dar sinais de fraqueza, o peito doía-me de tal forma que pensei que fosse estalar. Lavei a cara e continuei... Corri até não sentir as pernas, corri até as lágrimas começarem a cair, mas mesmo assim eu quis continuar. Ainda sentia a cabeça a mil à hora, sentia que ia explodir a qualquer momento. O vento estava forte e já tinha começado a chover... Parei, respirei fundo e senti cada músculo do meu corpo contrair-se, reclamar de cansaço. O dia já me parecia demasiado longo e ainda agora tinha começado. Mas não me importei, porque eu quero lutar. Quero lutar por tudo até perder as forças. Fazer todos os sacrifícios necessários, queimar pestanas se for preciso! Enfrentar todas as derrotas que me esperam com orgulho e continuar a lutar e, no fim, saborear a vitória. Quero fazer tudo o que está e não está ao meu alcance, desde que isso seja suficiente para conseguir sair daqui para bem longe. Quero e vou fazer! Vou lutar por tudo o que ainda me espera, por aquilo que estou a viver, por aquilo que já vivi, por salvar todas as memórias do esquecimento, porque essas...vão sempre fazer parte de quem eu sou!

8 comentários:

  1. e vais ver que no final acabas por ser recompensada :)

    ResponderEliminar
  2. Então se queres tanto isso, luta! Luta até não poderes mais.

    r: É mesmo...

    ResponderEliminar
  3. Que lindo :) isso mostra a pessoa forte que foste, que és e que queres ser ♥

    ResponderEliminar
  4. Passa-se alguma coisa? Força pequena! Luta sempre pelo que queres *
    R: O meu normal não é ser tão querida, por isso espanto-me e tento saber o que me deu ahah

    ResponderEliminar
  5. Corre, corre muito. Corre por tudo aquilo que queres. Vais ficar cansada pelo caminho, ter dores. Mas quando lá chegares vai saber-te pela vida.

    ResponderEliminar
  6. é assim mesmo, cat, dá o teu melhor! :)

    r: há quem saiba... :)

    ResponderEliminar
  7. sem dúvida. de onde veio a subita inspiração? alguma coisa aconteceu? ou foi só o acumular de situações em que te sentiste assim? de qualquer maneira, se quiseres falar, já sabes ;)

    ResponderEliminar